Empreendedorismo

A Liderança na Casa de Papel – 5 Pontos importantes

Muitas pessoas já assistiram a série La Casa de Papel que hoje é disponibilizada pelo serviço de streaming Netflix e está fazendo um grande sucesso em todo o país. Não vou discutir o motivo ou fazer alguma crítica, assumo que sou do time que, mesmo achando que alguns pontos poderiam ter sido melhores, gostou muito de toda a série. Meu intuito aqui é pontuar uma parte importante da história e levantar um questionamento sobre Liderança, um assunto muito importante tanto na área pessoal quanto na profissional, e que para mim o personagem denominado Professor soube mostrar de uma forma muito acertada em diversos momentos.

Para quem não conhece muito, La Casa de Papel é uma série produzida originalmente pelo canal espanhol Antena 3 em 2017 sendo adquirida pela empresa Netflix e disponibilizada em todo o mundo. Por diversos fatores, méritos da própria série e do marketing muito bom da empresa, foi sucesso absoluto.

A história segue oito criminosos comandados por um homem denominado o Professor que, com base em um estudado “plano perfeito”, tentam fazer o maior roubo da história invadindo e roubando a própria casa da moeda Espanhola. Todos os ditos criminosos são recrutados pelo líder por um motivo e cada um tem suas habilidades, suas histórias e funções no grupo. Eles não se conhecem e durante o treinamento anterior a invasão e em todo o ato do roubo tratam-se por codinomes, sendo todos nomes de cidades: Denver, Tóquio, Moscou, Helsinque, Berlin, Nairóbi, Rio e Oslo. Os capítulos acompanham os oito invadindo a casa da moeda, tomando reféns e ficando presos dentro dela sob o comando do Professor, enquanto a polícia lá fora tenta prendê-los.

Com essa sinopse já era de se esperar que o plano teria seus altos e baixos durante o andamento, o que realmente aconteceu. Existem momentos que você pensa que vai dar tudo certo e outros que você quase cai da cadeira ao pensar: “Acabou, agora f***eu.”  Mas independente do rumo que a história toma, uma das coisas positivas que podemos tirar é que a liderança do Professor foi um dos diferenciais para que pudessem dar a volta por cima em diversos desses momentos.

A Liderança, seja em âmbito pessoal ou profissional, é essencial para o sucesso e bons resultados dos objetivos traçados tanto para o líder, como para as pessoas ligadas ao projeto e para a organização, se for o caso.  É fácil encontrar  pesquisas que mostram referências e dados de como um bom líder faz a diferença e um mau líder pode adoecer funcionários, matar talentos ou até mesmo ter resultados contrários ao que se esperava conseguir.

Uma pesquisa muito citada é da associação de psicologia dos Estados Unidos, publicada em um artigo da revista Quartz que mostra que 75% dos trabalhadores consideram seus chefes a maior razão de estresse no trabalho. Já Timothy Altaffer, CEO e sócio da consultoria de planejamento Peerstone Partnes e também Associated Partner na Axialent consultoria de lideranças, diz que Os funcionários não deixam más companhias, eles deixam os chefes ruins. Existem diversos exemplos por aí, eu mesmo já passei, presenciei e ouvi muitos relatos.

Um líder faz a diferença e, voltando a série, o Professor mostra características e atitudes que fazem sua equipe ser a melhor e ter os bons resultados. Mas como ele fez isso? Existem habilidades e pontos que devemos nos atentar para conseguir e vou citar abaixo 5 pontos, dos muitos, que fizeram do Professor um grande exemplo de Liderança.

1. Soube compartilhar e ensinar.

Algo que foi mostrado durante toda a série, era como o Professor usava sua inteligência tanto no plano como na hora de escolher os seus aliados, algo importante para um líder. Porém, foi durante as cenas de treinamento, que corriam em paralelo ao evento principal, que foi mostrado a verdadeira habilidade que o seu codinome carregava, de ser professor, de compartilhar e ensinar.
Em diversos momentos sua paciência e a forma fluída de ensinar e compartilhar o plano, passar as informações importantes e salientar a responsabilidade de cada um, contribuiu e levou ao desenvolvimento de cada membro da sua equipe.

“A maior habilidade de um líder é desenvolver habilidades extraordinárias em pessoas comuns” – Abraham Lincoln

2. Servia e apoiava

Em muitos momentos da série é possível acompanhar os dois lados, o do grupo que invadiu a casa da moeda e do professor que tem a função de apoiar e fazer tudo dar certo para eles. É aí que entra a forma de servir e apoiar.

Algumas pessoas, principalmente quem tem um cargo ou posição superior de alguma forma, têm uma certa aversão a palavra servir, mas servir não é fazer tudo que eles querem ou até ser “bobo” como alguns podem dizer. É tirar os empecilhos, inverter a pirâmide, é trabalhar a favor deles para terem ótimos resultados e alcançar os objetivos, não eles a favor do líder por sei lá que motivo. Por isso, muitas vezes eu pensava ao assistir: “Nossa, esse professor é o que mais sofre, tem que correr para resolver tudo”. Isso porque ele fazia o máximo possível para que o seu grupo não tivesse problemas e pudesse trabalhar focado em seus objetivos. Qualquer imprevisto, problemas (que as vezes eram causados pelos próprios membros da equipe) ele ia atrás e arriscava-se para resolver, as vezes até usando de improviso, assim fazendo com que o plano seguisse adiante e ganhando cada vez mais a confiança de todos.

“Compreendo como a influência, a autoridade, é construída a partir do serviço e talvez do sacrifício pelos outros” – O Monge e o Executivo

3. Importava e cuidava

O Professor mostrou em diversas passagens que importava-se com as pessoas que compunham o seu grupo, não só como “funcionários”, mas como seus aliados. Todos faziam parte da equipe e eram pessoas com suas histórias, relacionamentos, dores e cicatrizes. Por mais que a ideia inicial na série era não serem tão próximos, isso acabou sendo inevitável.

Ao cuidar, ouvir e importar-se ele ganhou autoridade de anjo da guarda em certo momento, a ponto de alguns confiarem suas próprias vidas a ele.

 

Deseja ver outros pontos que podem levá-lo ao sucesso? Leia também o texto: Chave para o sucesso? Seja a pessoa que deseja ser.

 

4. Motivou, conquistou e aproximou-se

Ele soube como se aproximar de cada um, em certas ocasiões com abordagens diferentes correspondentes as características de cada um, sem deixar, claro, de ser o Professor. É revelado durante a série algumas conversas e aproximações que foram essenciais para a motivação de cada um dentro do plano e do que foi executado.

5. Ser um Líder e não um Chefe

Fazendo um apanhado geral, ele foi na maior parte das vezes um líder e não um chefe.  Em seu livro Leader Coach, José Roberto Marques, Coach e fundador do IBC – Instituto Brasileiro de Coaching, levanta alguns pontos que diferenciam um líder de um chefe, dentre eles posso citar: Um líder treina enquanto um chefe comanda; Um líder inova e quer desafios, enquanto o chefe quer estabilidade; Um líder ouve e dialoga enquanto o chefe só fala; Um líder compartilha e o chefe guarda para si; Um líder corrige erros e assume riscos enquanto o chefe procura culpados.

“O leader coach é focado muito mais nas pessoas, se preocupando em motivá-las, desenvolvê-las e compartilhar os louros de cada conquista, reconhecendo que esta só foi possível devido a participação de cada um.” – Jose Roberto Marques.

Em suma, a série é ótima em mostrar como um bom Líder se relaciona com as pessoas do grupo e como lida com as adversidades que, naturalmente, ocorrem durante a execução de qualquer projeto. A liderança é certamente algo fundamental em nossa vida pessoal e profissional e devemos tirar bons exemplos da realidade e da ficção para nos aprimorarmos, por isso te convido a aprender cada dia mais sobre liderança, a assistir a série e levantar muitos outros exemplos que não citei. E então? Quer desenvolver sua liderança?

Leonardo Cruz – Empreendedor, Estrategista de Vida, Gestor de Projetos, Coach de Liderança, Pessoal e Profissional.

Siga-nos em nossas redes sociais, no Facebook e em nosso Instagram. Conheça também as nossas oficinas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *