Descubra-se

Cuidado! Suas crenças estão fechando seus olhos

crenças

Quais são as verdades que você tem acreditado? Me diga, o que você parou de questionar e tomou como uma verdade absoluta? Mas cuidado no que vai dizer! Tomar qualquer verdade como absoluta pode estar fechando os seus olhos para uma nova perspectiva e talvez impedindo o seu desenvolvimento como pessoa, profissional ou mesmo empreendedor.

Olá! Aqui é o Wagner e dessa vez vamos falar sobre crenças e o que elas fazem com você. Já viu algum passarinho, cachorro, gato ou qualquer animal que depois de algum tempo preso, eles simplesmente não tentam fugir? Você pode estar assim, acreditando que a verdade que acredita é boa, mas somente porque tem medo de questionar o que há de novidade em sua vida, com medo da mudança, você fica paralisado ou mesmo defende uma ideia com unhas e dentes mesmo sem saber exatamente do que se trata.

É sabido que o nosso sistema de ensino brasileiro  está falido, falamos sobre isso no post: Inteligência: vamos aprender mais. Nesse artigo mostramos um pouco do estudo sobre inteligência até aqui, como surgiram as classificações, quem sugeriu isso pela primeira vez e até os dias atuais, onde a sociedade (a partir de sua nova geração) tem despertado o seu interesse em algo mais profundo, não somente inteligência intelectual, mas também, inteligência emocional.

Podemos dizer que esse despertar está revolucionando o mercado de trabalho e como as empresas têm contratado seus novos funcionários; também podemos dizer que os relacionamentos não são mais como antes, temos um novo jeito das pessoas se relacionarem umas com as outras. Uma revolução está acontecendo e se você não parar pra refletir sobre isso, talvez você pode ser uma das pessoas que ficarão para trás nessa “disputa”, vítima de uma nova exclusão social.

Recentemente, em uma roda de conversa entre amigos, surgiu o tema: Certezas que temos. Como em qualquer conversa, houve concordâncias e discordâncias, então vou colocar alguns pontos interessantes aqui, mas gostaria de conversar com você, então, sinta-se a vontade em comentar sua opinião, após a leitura do texto.

Em um determinado momento dessa troca de ideias, lembrei de algumas conversas que tenho com o meu avô. Um homem vivido, que com seus setenta e poucos anos, alto, magro, cabelos cinza esbranquiçados e voz rouca, conta suas histórias de quando era menino. Ele sempre começa com “Quando eu era menino, como você…”, eu morro de rir – por dentro – por isso, demonstra sua aproximação para com os que estão escutando. E continua: “acontecia isso e isso lá na roça, vim pra cidade e vi isso e isso aqui também”. Fala sempre “do povo antigo” e o que eles conversavam e falavam para os mais jovens o que sempre aconteceu e o que sempre vai acontecer.

Meu avô é um homem muito simples, não teve muitos estudos, mas como eu disse, é um homem vivido e eu o considero muito sábio. Mas, até que ponto essas verdades que ele escutou e viveu, moldaram quem ele é? A resposta é que todas as verdades moldaram a pessoa que ele é hoje, assim, como todas as verdades que moldaram você e eu.

Não paramos pra pensar sobre essas coisas, mas, pare pra pensar sobre algo que você tem certeza e nunca criticou sua verdade. Talvez a primeira coisa que veio em sua mente neste momento foi sobre espiritualidade. Sim, é talvez o assunto mais comum quando dizemos a palavra crença, mas não se limite apenas a esse ponto, que tal pensar também sobre o que você acredita sobre a política, educação, segurança pública, ricos e pobres e outras crenças que talvez só você poderia citar.

A grande verdade é que tudo aquilo que você acredita com uma certeza absoluta, capaz de lutar por ela, ao mesmo tempo que te move em direção a uma opinião, também te fecha os olhos para uma nova perspectiva.

“Um homem que nunca muda de opinião, em vez de demonstrar a qualidade da sua opinião demonstra a pouca qualidade da sua mente.” – Marcel Achard

Fazemos muitas coisas no automático, inclusive já falamos sobre isso no artigo: Como aprender o que aprendemos? Conheça a fórmula!. Talvez, as suas crenças já estejam tão no automático que você é incapaz de critica-la para uma nova perspectiva, um novo ângulo, uma nova ideia.

Por que você conversa com os amigos que tem hoje?

Por que trabalha no emprego que tem hoje?

Por que se apaixonou por aquela pessoa que passou em sua vida, ou talvez ainda esteja?

Você se conhece?

Sabe porque faz o que faz?

Qual é o seu propósito aqui neste planeta?

As vezes, talvez na maioria das vezes, apenas fazemos o que fazemos, pois tudo partiu de uma crença. Se você acredita que o bairro é violento, você começa a ter medo de andar nas ruas e se você vê alguém que – instintivamente – julga (crença também) ser uma pessoa mal intencionada, você muda de caminho.

Mas, tudo, absolutamente tudo o que você vive, tem uma crença por trás dos seus pensamentos. A vida foi te ensinando a caminhar, seus pais disseram os “nãos” que eles acreditam ser o melhor pra você – de acordo com as crenças deles, você escolheu os amigos que teoricamente, se encaixavam melhor com o seu estilo (crença), você trabalha com o que acredita ser o melhor emprego ou empreendimento nesse momento pra você (crença), você se apaixonou por aquela pessoa que você acredita ser a que se encaixa melhor na sua vida (crença).

Mas, já parou pra pensar que a maioria das pessoas querem ser alguém melhor ou quer fazer mais da sua vida? Bom, digo isso pelo meu meio social, então é uma crença minha. Faço então essa pergunta pra você. Você quer ser alguém melhor? Quer trabalhar com algo que realmente ama? Quer se aproximar de pessoas que te ajudem a evoluir?

Então, o que tem feito para alcançar esses objetivos?

Bolhas sociais, se você anda muito com pessoas que tem uma opinião sobre algo, provavelmente vai começar a compartilhar dessa opinião, mas, isso significa que todo o resto que vai contra essa opinião está errado? Claro que não, então por que vemos muitas pessoas brigando por partidos políticos, futebol ou religião? Em cada um tem seus prós e contras, as vezes precisamos saber escutar mais, abrir os olhos para aquilo que não estamos vendo, pois nossas crenças podem estar ditando um caminho que não queremos.

Selecione bem as pessoas que você anda, critique os sistemas sociais que você participa, se torne uma pessoa mais inteligente entendendo que tudo o que você é hoje, foi uma condução inconsciente de crenças que você aceitou consciente ou inconscientemente.

Fazer da sua vida melhor, só depende de você mesmo. Nós, na HONOSS ajudamos você nesse despertar e estamos prontos para fazer da sua vida algo simplesmente extraordinário, ajudando você a entender o seu próprio caminho e como alcançar os seus objetivos. Depois, se realmente tiver o interesse de se transformar em uma pessoa melhor, entre na página de nossas oficinas e também veja o que as pessoas que já participaram tem tido de resultado, seja melhor, seu o seu caminho e viva uma vida de realizações.

Wagner Souza – Sócio / Idealizador e gestor da Honoss, Consultor e Coach pessoal, profissional e de liderança

Conheça mais sobre nossas oficinas que proporcionam experiências sobre descobertas, estratégias e crescimento e participe desse movimento de desenvolvimento clicando aqui! Acompanhe também o nosso facebook e Instagram para saber mais sobre nosso trabalho e venha conosco!