• Whatsapp (31) 99977-6004 | (31) 99256-4647

Autorresponsabilidade, essa é a chave para a sua liberdade

Maio 23, 2018
Posted in Descubra-se
Maio 23, 2018 Wagner

Autorresponsabilidade, essa é a chave para a sua liberdade

A culpa é de quem? Vamos além disso, quem é realmente responsável por nossa vida? 

Embora saibamos conscientemente que somos responsáveis por nossas palavras, por nossas ações e até por nossas reações, muitas vezes nos perguntamos como chegamos a determinado ponto da vida e em geral encontramos a resposta em fatores externos:

“Não estou onde gostaria de estar em minha carreira porque meu chefe me odeia e impediu o meu progresso.”

Você tem certeza que a culpa é do seu chefe, você procurou se desenvolver? Você tem a escolha de sair do emprego e procurar outro? 

“Não posso viajar porque não tenho dinheiro.”

Muitas pessoas viajam sem dinheiro algum, quais sãos suas aspirações? Você está tendo disciplina na busca pelos seus objetivos ou está se deixando levar pelos prazeres a curto prazo em detrimento do seu objetivo?

“Moro aqui e não em outra cidade onde gostaria de viver porque minha família me pressionou a não me mudar.”

Você vive a vida por você mesmo ou por eles? Quando todos se forem, a sua vida acabará também?

“Minha namorada não conversa comigo direito. Por isso estamos prestes a terminar o namoro.”

Já se colocou no lugar dela? Você entende que você não muda o jeito de ninguém, apenas o seu? Você por um acaso está preso a esse relacionamento de alguma maneira?

É tudo uma questão de escolhas. Recentemente fizemos uma roda de conversa, talvez possamos chamar de Café Filosófico, pelo tanto que foi produtivo e nos trouxe vários insights interessantes, uma proposta de olhar pra dentro, descobrir que somos livres, mas de alguma maneira, escolhemos nos aprisionar.

Aliás, gostaria de agradecer publicamente aos nossos queridos participantes. Muito obrigado a cada um de vocês, por me proporcionarem um momento de reflexão e poder de mudança em nossas vidas.

Vi muita gente ceder o último bocado de comida, o último gole de água a outras pessoas necessitadas para saber que ninguém pode nos privar da derradeira liberdade humana – a liberdade de escolher o próprio caminho, em quaisquer circunstâncias. – Dr. Viktor Frankl – Em busca de sentido, sobre suas experiências em campos de concentração nazista.

Acredito que até o momento, ninguém tenha expressado com maior clareza a verdade sobre o nosso poder de escolha do que o Dr. Viktor Frankl no livro Em busca de sentido, um relato doloroso do que viveu em suas experiências nos campos de concentração nazistas.

Mesmo quando somos desprovidos da liberdade, seja ela qual for, a liberdade de ir e vir, a liberdade de ser, liberdade de expressão, enfim seja ela qual for mesmo, ainda temos uma última liberdade, a liberdade de conferir à experiência um significado.

liberdade

Muitas vezes os jogos de culpa e falta de responsabilidade que nos mantém aprisionados como vítimas. No momento em que reconhecemos que estamos numa prisão que nós mesmos criamos, “materializamos” a chave que abre a cela. Mas, a cela ainda existe e ninguém pode te obrigar a sair dela, essa é uma escolha sua.

Muitas vezes, quando dizemos sobre o tema autorresponsabilidade em nossas oficinas e palestras, quase sempre tem alguém que fala algo como: “quer dizer que eu tenho responsabilidade na morte de tal pessoa?” (imagine em um tom irônico).

Mas nós entendemos e talvez agora, você também tenha entendido que é apenas uma pergunta para se livrar da ideia de que essa pessoa é livre, mas quer, mesmo com a porta aberta, continuar dentro da própria prisão.

É muito importante que você tenha claro o seu papel em cada situação. Você precisa praticar, como citei acima, esse olhar interior, essa conversa consigo mesmo. Mas também é importante saber que autoconhecimento sem autorresponsabilidade, pode se tornar autocomiseração. Você precisa de ambos. Quando você se coloca no seu lugar obtém o autoconhecimento necessário para, em seguida, se tornar capaz de assumir a responsabilidade por sua vida e por suas ações.

Você tem sido essa pessoa, que por mais que saiba que a porta esteja aberta, continua no “conforto” de sua cela?

Se a vida pode ser vista como uma peça teatral, talvez você não seja o autor, mas pode ser o diretor. Podemos atuar na peça como quisermos, representando o papel de vítimas do destino ou de construtores do futuro. Embora estejamos sujeitos a acidentes, cada um de nós é o protagonista do próprio enredo: nem sempre temos condições de determinar as circunstâncias, mas sempre somos capazes de escolher como reagir a elas.

E neste momento – enquanto escrevo este post – lembrei de uma conversa recente com uma amiga. Estava explicando estes conceitos para ela, sendo que para tudo o que eu falava, ela retrucava dizendo que já sabia disso, mas que não conseguia colocar em prática. Se essa é também a sua realidade, de não saber colocar em prática a mudança necessária na sua vida, procure-nos. 

Wagner Souza – Sócio / Idealizador e gestor da Honoss, Consultor e Coach pessoal, profissional e de liderança

Conheça mais sobre nossas oficinas que proporcionam experiências sobre descobertas, estratégias e crescimento e participe desse movimento de desenvolvimento clicando aqui! Acompanhe também o nosso facebook e Instagram para saber mais sobre nosso trabalho e venha conosco!