• Whatsapp (31) 99977-6004 | (31) 99256-4647

Cuidado com suas influências políticas, religiosas e econômicas

Abril 16, 2018
Posted in Questione
Abril 16, 2018 Wagner

Cuidado com suas influências políticas, religiosas e econômicas

Existe uma maneira de se comentar imparcialmente sobre a política de um país, estando no “olho do furacão”? Bom, eu tenho minhas ideologias políticas, mas diante de todo o movimento nas redes sociais onde as pessoas estão embasando suas revoltas políticas em Fake News (notícias falsas), resolvi então escrever um artigo falando sobre uma possível resolução de problemas no Brasil.

Para falar sobre política, precisamos primeiro entender o que é.

A política é a procura por respostas para questões a respeito de quem deve fazer as leis e porque elas devem ser obedecidas, quais princípios devem observar e quais objetivos devem alcançar. Descrita em termos simples, as ideias políticas tendem a cair em um lado ou em outro da linha divisória entre o autoritarismo e o libertário, uma busca contínua pelo equilíbrio entre a necessidade da ordem para garantir a estabilidade de uma sociedade justa e o desejo – e o direito – individual por liberdade. Um pequeno detalhe: o peso dedicado às diferentes questões varia conforme as circunstâncias do tempo.

A política é quase tão excitante como a guerra e não menos perigosa. Na guerra a pessoa só pode ser morta uma vez, mas na política diversas vezes. – Winston Churchill

Dito isso vamos ao entendimento da situação como um todo e a pergunta chave.

O que podemos fazer para melhorar o país?

Sei que é importante, claro, mas vamos esquecer por um momento os regimes políticos, os partidos políticos e principalmente, os políticos.

A população tem baseado suas opiniões em notícias falsas nas redes sociais, principalmente no facebook. Uma coisa interessante aqui é: você sabe como funciona o relacionamento facebook com o seu cérebro?

Vou tentar descrever de uma maneira simples. O facebook te vicia, toda vez que você compartilha alguma coisa, toda vez que atualiza a timeline, toda vez que você vê uma informação nova e principalmente, toda vez que você ganha um like, o seu cérebro recebe uma pequena dose de dopamina, que é o neurotransmissor que regula a sensação de recompensa, como quando você come um chocolate, fuma um cigarro ou algo assim. Ou seja, é uma rede social pensada para a sua interação e dependência.

influência política

Mas, tá, por que estou dizendo isso? Simples, as pessoas que compartilham uma opinião política querem ter uma aceitação de sua opinião, ou que pelo menos seja vista. Mas, esse é o ponto: “que pelo menos seja vista”. Por isso, muitas pessoas compartilham qualquer coisa apenas para iniciar uma discussão sem sentido.

E, se você pensava: “a mídia está bombardeando as pessoas com porcarias”. Pense de novo, talvez você conheça uma pessoa que esteja fazendo isso e talvez muito melhor que a “mídia”.

Mas vamos lá, meu intuito aqui é fazer você pensar um pouco nas instituições que governam o nosso país, instituições como a economia, religião e política, mas, principalmente a política.

É fato que precisamos de dinheiro para sobreviver, e mesmo que tenham aquelas pessoas que dizem: dinheiro não trás felicidade, bom, sinto informar, mas dinheiro pode até não trazer diretamente a felicidade, mas ele possibilita que a sua mentalidade utilize-o de uma maneira sábia para trazer a tal da felicidade.

– Se dinheiro pode, teoricamente trazer felicidade, então precisamos de mais dinheiro!

Não!! Sem uma mentalidade para lidar com a situação, dinheiro é apenas dinheiro e o mesmo corrompe as pessoas em busca de poder, então, ou você se torna um corrupto sedento por poder (engraçado como isso se encaixa com os políticos que temos hoje), ou aprende a lidar com ele, com uma educação financeira alinhada com a sua realidade. Se você não tem uma educação racional e emocional para lidar com o dinheiro o que vai acontecer é que ele vai sumir das suas mãos tão rápido quanto chegou.

Vamos agora à religião. Precisamos de religião (analise de uma maneira fria, por favor)?

Não. A religião não cria nada além de consolo emocional intangível para aqueles que procuram. Costumo dizer, inclusive, que é um mal necessário.

Enquanto as pessoas não despertam a consciência de sua própria autorresponsabilidade, sempre precisarão de algo superior para se encostar e responsabilizar, como por exemplo, quando os seus empreendimentos não dão certo, a culpa não é da pessoa que procurou estudar, inovar o seu negócio e desenvolver melhor suas estratégias, a culpa é da crise. É fato que a crise existe, mas se tem pessoas que estão crescendo com a crise, por que você não conseguiria?

Precisamos de política? Sim, mas precisamos pensar de uma maneira diferente do que estamos pensando hoje. Tudo o que a política pode fazer é criar leis, estabelecer orçamentos e gerar meios para a evolução ou revolução dos ideais de uma nação. Mas, para que essa política seja usada de maneira correta, precisamos pensar além de partidos, além de políticos e além do que a mídia diz e nos influencia.

Precisamos despertar a consciência das pessoas. A experiência subjetiva de cada pessoa é diferente uma da outra, não significa que só porque você vê uma questão certa, que ela também não pode estar errada por outro ângulo.

Precisamos desenvolver mais a capacidade humana. Muito se fala sobre mudar a forma de educação, e é verdade, precisamos basear a educação em resolução de problemas, não em memorização das coisas.

Infelizmente, o jogo político é baseado em uma ferramenta fundamental, o engano, a maior ferramenta de poder. Precisamos desafiar as mentiras que nos são vendidas como verdades.

Antes de sair defendendo político ou partido disso ou daquilo, vamos nos entender, entender o todo do que está acontecendo. Querendo ou não, estamos em um rumo “correto”, por mais que cada estadista não consiga agradar a todos, para que ele suba ao poder, ele sofre primeiramente a influência pelo seu ego, pelo que viveu e pelo que ele entende de necessidade da nação.

Política, religião ou mesmo dinheiro não vão resolver os nossos problemas, se antes de tudo, não entendermos nossa própria ideologia e o que queremos para o nosso futuro.

E vamos falar a verdade, o que de fato faz o futuro? A resposta seria guerras?

Não!! A resposta é mudanças. Sim, a guerra traz mudanças, mas ela só traz mudanças pela necessidade de criar novas tecnologias para que as pessoas não morram (apesar de que pode ser vista como o contrário disso também).

Precisamos desenvolver tecnologias. Mas, não digo isso no sentido de coisas hightech, falo no sentido de desenvolver uma extensão das habilidades humanas, como um automóvel que permite chegar a lugares mais longe e mais rápido do que os meus pés me possibilitam; como o lápis que perpetua a palavra dita pelo homem e possibilita que ela seja vista mais uma vez.

O nosso país está aprendendo a andar agora em comparação com os outros países, principalmente em comparação com os países da Europa. As gerações estão mudando, e nos últimos anos vimos um povo indo pras ruas para reivindicar os seus direitos, vimos um povo que começou o seu despertar para entender um pouco mais sobre a política. Não podemos deixar isso morrer.

Mas, antes de sair lutando por alguém ou por algum partido, cuidado para não ser apenas uma bucha de canhão pra eles, onde eles vão utilizar suas emoções para influenciar no seu voto nas próximas eleições.

Assim como digo, antes de sair entrando em qualquer coisa pra ganhar dinheiro, entenda se isso vai realmente de encontro ao que você acredita e nos seus valores morais.

O mesmo vale para as religiões, mas aí é mais complexo de falar, então deixo pra você entender suas próprias crenças. Lembrando que temos um artigo falando especialmente sobre crenças: Cuidado! Suas crenças estão fechando seus olhos.

O ideal mesmo é não se fechar para nenhuma nova opinião. Entender o outro lado pode ser o ponto chave para desenvolver uma opinião própria de qualidade.

Quem você é? Qual é a causa que você luta? O que imagina para o seu futuro para daqui 5 ou 10 anos?

Wagner Souza – Sócio / Idealizador e gestor da Honoss, Consultor e Coach pessoal, profissional e de liderança

Conheça mais sobre nossas oficinas que proporcionam experiências sobre descobertas, estratégias e crescimento e participe desse movimento de desenvolvimento clicando aqui! Acompanhe também o nosso facebook e Instagram para saber mais sobre nosso trabalho e venha conosco!

, , ,